Sinopse

A economia social representa hoje em Portugal 5% do PIB e 5,5% da população ativa, mais trabalhadores que o setor da saúde e dos transportes. Tem sido o único setor da atividade a crescer e a criar emprego e valor nos últimos 10 anos. No seio da economia social, tem destaque os serviços de apoio e ação social com 41,4% do Valor Acrescentado Bruto (VAB). Dentro destes serviços destacam-se os serviços de apoio a idosos. Com a população a envelhecer e a necessitar de cuidados especializados, as respostas sociais para idosos assumem um papel importantíssimo a nível económico e social, assim como a intervenção das Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS). Este livro pretende ilustrar de uma forma simples e forçosamente redutora o papel da economia social, e em especial dos serviços a idosos, no tecido económico do nosso país. Iremos destacar quatro respostas sociais e alguns aspetos da gestão dos recursos humanos e da qualidade nas IPSS. É nosso objetivo que este livro seja para o leitor o início de uma aprendizagem sobre a economia social. No final indicamos alguns documentos, disponíveis on-line, que consideramos importantes para um melhor aprofundamento deste tema.

Brand

Eduardo Santos

Psicólogo, Professor da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra. Colaboração com várias instituições de ensino e investigação. Diversos prémios e distinções nacionais e internacionais. Mais de uma centena de publicações em livros e revistas indexadas da especialidade.
EduardoSantos
Peso 0.2 kg
ISBN:

Edição:

Local/ Ano:

Páginas:

Idioma:

Dimensões:

Encardenação:

Avaliações

Não existem opiniões ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Envelhecimento e Economia Social”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Seja um Autor PsicoSoma!

Com mais de 50 títulos técnicos editados, a sua obra pode fazer parte de um leque de referência a nível nacional!