Sinopse

Porquê Outrem? Começo por citar Levinas, já anteriormente em epígrafe: “O absolutamente Outro é Outrem; não faz número comigo. A coletividade em que eu digo ‘tu’ ou ‘nós’ não é um plural de ‘eu’. Eu, tu, não são indivíduos de um conceito comum” (2011, p. 25). Na minha interpretação psicológica deste pensamento filosófico, o estudo do Ser deverá estar para além de uma psicologia do eu imperial, ensimesmada, portanto, para além de uma ontologia puramente egóica e de um conceito aditivo de nós. A psicologia é relacional, e são os Outrem’s, pelos seus Rostos levinasianos, que nos constituem nas suas diversidades, mesmo os outros internos, como os heterónimos pessoanos (Lucinda, 2014), desse “cavaleiro de nada”, mas tão maravilhoso!

Brand

Eduardo Santos

Psicólogo, Professor da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra. Colaboração com várias instituições de ensino e investigação. Diversos prémios e distinções nacionais e internacionais. Mais de uma centena de publicações em livros e revistas indexadas da especialidade.
EduardoSantos
Peso 0.2 kg
ISBN:

Edição:

Local/ Ano:

Páginas:

Idioma:

Dimensões:

Encardenação:

Avaliações

Não existem opiniões ainda.

Seja o primeiro a avaliar “OUTREM”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Seja um Autor PsicoSoma!

Com mais de 50 títulos técnicos editados, a sua obra pode fazer parte de um leque de referência a nível nacional!