psicologia da educação

Neuronios_Hipocampo

Somos capazes de criar novos neurónios em qualquer idade com um simples exercício

Somos capazes de criar novos neurónios em qualquer idade com um simples exercício 1960 1960 Julien Diogo

Somos capazes de criar novos neurónio, inclusive na idade adulta. A descoberta é relativamente nova, porque se pensava que nascíamos com um determinado “banco de neurónios” que ia diminuindo com o passar do tempo e que não éramos capazes de aumentar. No entanto, as últimas descobertas da neurociência derrubaram essa crença. Nosso cérebro é plástico: podemos criar conexões diferentes e inclusive, em algumas áreas, como o hipocampo, podemos fazer com que novos neurónios nasçam, como explica o professor Terry Sejnowski, do The Salk Institute for Biological Studies. Assim, temos margem de manobra, independentemente da idade. Uma boa notícia!

O hipocampo tem a forma de cavalo-marinho e é um dos responsáveis por nossa memória e nossa capacidade espacial. As pesquisas sobre o hipocampo começaram com roedores: várias imagens foram mostradas aos ratos, que tinham que diferenciá-las. Quando os roedores aprenderam a distingui-las depois da prática, observou-se que novos neurônios haviam sido gerados em seu hipocampo. Curiosamente, se o animal parasse de fazer esse exercício, os neurónios jovens desapareciam. E se retomasse a actividade, voltavam a aparecer. Assim, já temos uma pista importante: a prática repetida ajuda a gerar novos neurónios em nosso hipocampo. Mas se tivéssemos de decidir qual atividade nos permite realmente manter nosso cérebro jovem, Sejnowski não hesita: o desporto é o melhor presente que podemos nos dar, é o melhor medicamento antienvelhecimento para nossa massa cinzenta.

Sabíamos que praticar desporto é uma maneira de cuidar do nosso corpo e reduzir o stress, graças às danças hormonais desencadeadas pela dopamina, serotonina e noradrenalina. Mas pesquisas mais recentes mostram que o exercício também melhora a secreção do fator neurotrófico cerebral (o que influencia positivamente na memória e em um estado de ânimo mais positivo) e permite que novos neurónios nasçam em nosso hipocampo. No entanto, apesar de suas vantagens, não parece haver muita sensibilidade na relação entre aprendizagem e o desporto. De fato, o exercício físico nas escolas é frequentemente visto como uma disciplina fácil de aprovar e sem muito valor. Mas estávamos errados. Educar crianças e adultos nos desportos não apenas ajuda nosso corpo a estar melhor e mais saudável como também ajuda nosso cérebro a permanecer mais jovem e com capacidade de gerar novos neurónios. E, como Sejnowski resume, “a academia e a recreação são as partes mais importantes do currículo”.Neuronios_Hipocampo

Então, se nosso cérebro é capaz de gerar novos neurónios com o desporto, o que precisamos fazer para que isso aconteça? Bem, mais uma vez, frequência. Como os especialistas sugerem, precisamos praticar exercícios três vezes por semana, com duração mínima de 30 minutos. Portanto, pense em você. Qual a sua relação com o desporto? Se não é exatamente um amor constante, vale a pena lembrar as vantagens físicas e neuronais, buscar um exercício bom para você, com um grupo de amigos se você tem dificuldade para se motivar sozinho e calçar os ténis. Seu hipocampo agradecerá.

FONTE: https://brasil.elpais.com/brasil/2018/10/27/ciencia/1540643073_895649.html?fbclid=IwAR2GZUA6obVA1D5tUrAEGAThV_O8h_VYYw5fI-jSTPPaKzOW7n58QYN2bHE

Cartaz_FINAL

Pós-Graduação NeuroEducação “Neurociência Cognitiva Aplicada à Educação e aos Distúrbios de Aprendizagem” VISEU & LISBOA 2019

Pós-Graduação NeuroEducação “Neurociência Cognitiva Aplicada à Educação e aos Distúrbios de Aprendizagem” VISEU & LISBOA 2019 3508 4961 Julien Diogo
[trx_price_block style=”2″ title=”3ª Edição em Portugal” money=”187 ” currency=”€” period=”Mensais (desde)” scheme=”yellow” animation=”fadeIn”]A PsicoSoma leva a cabo a organização da sua 3ª Edição da Pós Graduação em Neurociência Cognitiva Aplicada à Educação e aos Distúrbios de Aprendizagem.[/trx_price_block]
a formação terá início em:
[trx_countdown date=”2018-10-12″ time=”18:30:00″ style=”1″ align=”center”]

Conteúdos Programáticos

  • Princípios da NeuroEducação: Neurociências na Aprendizagem
  • Processos Básicos do Funcionamento Cerebral
  • Neuropsicofisiologia em Crianças e Jovens
  • Neurodesenvolvimento da Criança e do Adolescente: Emoção – Cognição – Comportamento
  • O “EU” como marca na sala de aula – criatividade e inovação na Educação #NOVIDADE
  • Perturbações Cognitivas na Sala de Aula e Estratégias para lidar
  • Programação Neurolinguística Aplicada ao Contexto Escolar
  • Os neuroginásios: Um modelo de estimulação seletiva
  • Estratégias de Intervenção na Leitura: Programa de Avaliação e Estimulação
  • Programa de Treino de Consciência Fonológica
  • Neurociências nas Dificuldades Especificas da Aprendizagem
  • A ANUNCIAR BREVEMENTE
  • Criação de Projetos e Ferramentas em NeuroEducação
[trx_testimonials style=”testimonials-3″ align=”center” title=”TESTEMUNHOS” cat=”0″][/trx_testimonials]
[trx_content css=”margin-top: 0.5em;margin-bottom: 5.6em;”][trx_widget_advert title=”Realizar a INSCRIÇÃO” image=”3835″ link=”https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSc-XwiittewsI5ttBN4TOdnvT7xVmZpX-YrwsbSdtqw4iRzjA/viewform”][/trx_content][trx_title type=”3″ style=”divider” align=”center”]Informações sobre a 3ª edição[/trx_title]
[trx_accordion counter=”on” initial=”7″ id=”info”][trx_accordion_item title=”INTRODUÇÃO”]

Procuramos uma estrutura da Pós Graduação cada vez mais prática, com várias horas dedicadas aos designados laboratórios práticos, com abordagens a casos reais, conhecimento e manipulação de ferramentas e meios e ainda debates e reflexões acerca de metodologias, projetos ou ideias a desenvolver.

A Pós Graduação em Neurociência Cognitiva Aplicada à Educação e aos Distúrbios de Aprendizagem é assim um excelente percurso de atualização de conhecimento, potenciando novas competências, dotando os formandos de características únicas e diferenciadoras.

Existem Vagas e Valores especiais com OFERTAS e PRAZOS limites. (INVESTIMENTO)

Valores especiais para grupos, contactar editora@psicosoma.pt

Todo o percurso encontra-se desenhado assente em cientificidade, investigação e inovação, aliando os melhores conteúdos, práticas e profissionais, para levar a cabo uma formação especializada capaz de transmitir conhecimentos e promover competências nos participantes.

Os participantes terão acesso a uma série de elementos que atribuem à Pós Graduação um carácter único:

  • Programa formativo atualizado anualmente;
  • Aulas presenciais com docentes especializados, com componente teórica e prática em sala;
  • Visita a um Laboratório de Neurociência;
  • Kit de Formação PsicoSoma (NoteBook, Caneta, Bloco de folhas);
  • Acesso à Plataforma ELearning PsicoSoma;
  • Kit de Artigos Científicos e Documentários inerentes aos conteúdos da formação;
  • 1 Certificado de Formação Profissional validado pela SIGO;
  • Participação Grátis no “XIII Congresso Internacional de Neurociências e Educação Especial-” a realizar em Portugal em 2018;
[/trx_accordion_item][trx_accordion_item title=”DESTINATÁRIOS”]

A Pós Graduação é direcionada a um vasto público, sendo que profissionais de outras áreas podem estar igualmente interessados nos diversos temas abordados.

A Pós Graduação em NeuroEducação destina-se a profissionais das seguintes áreas:

– Psicologia
– Sociologia
– Educação e Educação Especial
– Terapia da Fala
– Terapia Ocupacional
– Neurociências e/ou Neuropsicologia
– Reabilitação Psicomotora
– Fisioterapia
– Pedagogia
– Estudantes finalistas das áreas acima
– Outros ligados à área das Neurociências e Educação ou interessados nas áreas

Os(as) candidatos(as) à Pós Graducação “NeuroEducação” – deverão cumprir os seguintes requisitos:

– Frequência de  licenciatura, mestrado ou doutoramento;
– Currículo académico e experiência profissional nas áreas acima referenciadas
– Conhecimentos informáticos na óptica do utilizador e ligação à Internet.

São favorecidos os candidatos com licenciatura finalizada no presente ano.

Algumas das ferramentas apresentadas só podem ser utilizadas por Psicólogos ou outros técnicos credenciados para o efeito. O facto de serem ministrados é porque os psicólogos são alvo deste curso, não conferindo porém capacidades técnicas de aplicação a outros participantes.

[/trx_accordion_item][trx_accordion_item title=”OBJECTIVOS GERAIS” id=”sc_accordion_item_1475780382479_8″]

Objetivos Gerais

  • ADQUIRIR ferramentas e conceitos base da Neuroeducação
  • ENTENDER E RECONHECER a importância da neurociência e da biologia no estudo do comportamento humano em contexto de aprendizagem
  • ENTENDER a importância das diferentes emoções no desenvolvimento da criança e do adolescente
  • ASSIMILAR os principais passos da Avaliação Neuropsicológica e principais procedimentos da reabilitação cognitiva;
  • Reconhecer estratégias Neuropedagógicas de Ensino- Avaliação e NeuroEstimulação em crianças e jovens
  • Identificar as principais Perturbações Cognitivas e Estratégias de Aprendizagem em contexto de Sala de Aula
  • RECONHECER E UTLIZAR algumas das práticas utilizadas em Programação Neurolinguística (PNL) em Crianças/Jovens
  • DIFERENCIAR E ENTENDER as práticas de um modelo de Estimulação Seletiva
  • Reconhecer os diferentes Modelos de Aquisição e Métodos de Ensino na Aprendizagem da Leitura
  • ENTENDER E RECONHECER a importância da Consciência Fonológica na aquisição e aprendizagem da leitura
  • ENTENDER a relação entre os princípios básicos das Neurociências e as Dificuldades Especificas da Aprendizagem
  • APRENDER novas Metodologias e Ferramentas em Neurociências e Educação especial
  • DESENVOLVER projetos e novas metodologias segundo os princípios básicos da NeuroEducação
[/trx_accordion_item][trx_accordion_item title=”CARGA HORÁRIA – CRONOGRAMA (datas e local)” id=”sc_accordion_item_1475780416847_9″]

Lisboa & Viseu– 12 de Outubro de 2018

Carga Horária Total da Pós Graduação
146h presenciais + 254h de auto-formação = 400h certificadas

Estrutura da Pós Graduação

O curso tem 12 módulos de aprendizagem + 1 módulo de supervisão (Módulo 13).

Carga Horária por Módulo
– Presencial: 12h ou 8h teórico-práticas (Excepto Congresso com 10h de Formação)
– Auto–formação*: 16h 0u 22h de autoformação (manuais, artigos de leitura, exercícios e fóruns)

Seminários: poderão decorrer ao longo do percurso seminários ou workshops temáticos com profissionais e técnicos de excelência.

*Módulo 13: 8h presenciais (acompanhamento e análise de projetos)/ 8H Presenciais (Prova Escrita+ Defesa de Projeto)/ 30h Auto-Formação (Realização de Projeto, supervisão acompanhamento etc)- 2h SS (Duvidas e Esclarecimentos relativos ao Projeto)

TOTAL: 400h certificadas

* Os alunos poderão ainda beneficiar de mais sessões elearning (à distância) ao longo do percurso, caso assim entendam como necessário.

As sessões irão decorrer em horário Pós-Laboral, numa base de NÃO mais de 2 fins de semana por mês, nos seguintes horários:

Horário de funcionamento:
– Sextas: 19:00 – 23:00
– Sábados: 10:00 – 19:00 / 09:00 – 18:00 / 10:00 – 17:00

::DIAS PRESENCIAIS:: Cronograma a disponibilizar brevemente

[/trx_accordion_item][trx_accordion_item title=”INVESTIMENTO” id=”sc_accordion_item_1475780446022_2″]

Valor Propinas
Periodicidade das propinas: Mensal
Total de mensalidades: 8 mensalidades
Prazos: Os valores e vagas abaixo apresentados são válidos até à data indicada em cada rubrica

Preço XS – 1499 Eur em 8 mensalidades de 187,40 EUR – Até 15 de Julho
Preço S –  1599 Eur em 8 mensalidades 199,90 EUR – Até dia 15 de Agosto
Preço M –1999 Eur em 8 mensalidades de 249,90 EUR – Até  30 de Setembro
Preço L – 2399 Eur em 8 mensalidades de 299,90 Eur – Até 1 semana

Valores especiais para grupos, contactar editora@psicosoma.pt ou 232 431 060
Procedimentos e Prazos
O curso tem apenas 20 vagas com preços especiais.

De modo a assegurar a inscrição, o participante deverá regularizar os valores:
– Pagamento da 1ª Propina após cinco dias úteis da realização da inscrição;
– Pagamento da 2ª Propina antes do início da Pós Graduação;
– Pagamento mensal das restantes propinas até dia 8 de cada mês.

Através de:
– Pagamento em Numerário no balcão da PsicoSoma Viseu;
– Cheque à ordem de PsicoSoma, Livraria, Editora, Formação e Empresas, Lda;
– Transferência Bancária para a conta NIB – Santander Totta PsicoSoma 0018.000312823613020.24;
– Enviar os documentos indicados no formulário Inscrição (CC ou BI+NIF; CH; CV atualizado).

Caso opte pelo cheque, deverá enviar o mesmo para PsicoSoma, Lda, Rua Miguel Bombarda, nº36, 3510-089 Viseu. Deve indicar qual o motivo do pagamento do cheque por carta registada.

Caso opte pela transferência bancária deverá indicar “Pag. PgNeuroeducacaoVISEU + NOME” no descritivo da operação, e enviar de seguida via email para editora@psicosoma.pt o documento comprovativo.

O pagamento da 1ª Propina não confere direito a devolução em caso de desistência por parte do participante.

De modo a tirar dúvidas poderá contactar 00 351 232 431 060 ou info@psicosoma.pt

O que inclui o investimento?
A inscrição na Pós Graduação atribui:
– Acesso às aulas presenciais com docentes especializados;
– Kit de Formação PsicoSoma (NoteBook, Caneta, Bloco de folhas);
– Uma bolsa para tablet;
– Acesso à Plataforma ELearning PsicoSoma;
– Kit de Artigos Científicos e Documentários inerentes aos conteúdos da formação;
– 1 Certificado de Formação Profissional validado pela SIGO.
– Participação Grátis no “Congresso de Neurociências e Educação Especial” a realizar em Portugal em 2018

[/trx_accordion_item][trx_accordion_item title=”PROGRAMA” id=”sc_accordion_item_1475780474278_6″]

MÓDULO 1 – Princípios da NeuroEducação: Neurociências na Aprendizagem
8H.P+ 16H.AF

Prof. – Cátia Mateus
1.1 – Princípios da NeuroEducação
1.2 – Conceitos e perspetiva Histórica- As neurociências e a Educação
1.3 – Empreender na Educação: Como incluir crianças com NEE à luz da Neurociência
1.4 – NeuroEducar pequenos Cérebros- Planos de Intervenção
1.5 – Laboratório Prático (exclusivamente aulas com práticas)
Programa de Estimulação em Neuroeducação em crianças


MÓDULO 2 – Processos Básicos do Funcionamento Cerebral
12H.P+ 20H.AF
Prof. – Fernando Rodrigues

2.1 – Noções básicas do funcionamento do cérebro e neuroanatomia
2.2 – Estruturas Cognitivas de Atenção e Memória
2.3 – Introdução à neurobiologia das emoções
2.4 – Laboratório Prático (exclusivamente aulas com práticas)
-Técnicas de Aprendizagem de Leitura com base atencional – Fast Reading
-Estimulação de Memória e Técnicas Eficazes de Neuroaprendizagem
-Estratégias de Criatividade e Inovação com Crianças
-Programa de Neuroeducação para a Felicidade


MÓDULO 3 – Neuropsicofisiologia em Crianças e Jovens
12H.P+ 20H.AF
Prof. – Carlos Fernandes da Silva

3.1 – Processos Cognitivos Básicos e Evidence Based Neuropsychological Practice
3.2 – Aprendizagem pela recompensa: abordagem contingencial e centros de recompensa
3.3 – A aprendizagem pelo erro: abordagem contingencial e fundamentos neurobiológicos
3.4 – Da clínica à escola: Estimulação Cognitiva e Reabilitação cognitiva “ecológica”
3.5 – O eletroencefalograma (EEG) na prática neuroeducativa
3.6 – Laboratório Prático (exclusivamente aulas com práticas)
– Avaliação Neuropsicológica Pediátrica: princípios, técnicas e instrumentos
– Utilização de EEG e cuidados no seu uso
– Psicofisiologia periférica nos processos cognitivos: EEG, ECG, EDA e fEMG


MÓDULO 4 – Neurodesenvolvimento da Criança e do Adolescente: Emoção – Cognição – Comportamento
8H.P+ 16H.AF
Prof. – A designar

4.1 – As emoções no desenvolvimento da criança – Gestão de Emoções /Resolução de Problemas /Disciplina e autocontrolo
4.2-  Diferenciação emocional cognitiva e comportamental
4.3 – Autoconceito e autoestima
4.4 – Laboratório Prático (exclusivamente aulas com práticas)
– Intervenção/Estimulação em NEE e populações normativas: Programa Crescer a Brincar
– Intervenção em comportamentos Disruptivos: Programa GPS- Gerar Percursos Sociais


MÓDULO 5 O “EU” como marca na sala de aula – criatividade e inovação na Educação #NOVIDADE
8H.P+ 16H.AF
Prof. – Julien Diogo

5.1 – As Tendências no setor da Educação
5.2 – O que sou, quero ser e posso ser
5.3 – Skills de Neurociência e Criatividade para o Profissional de Educação do Futuro
5.4 – Fontes para SER Criativo: Estudos, Inspirações e Sensibilidade

5.5 – Pensamento Lateral aplicado à educação

5.6 – Design Thinking aplicado à educação – como criar projetos inovadores

5.7 – As Novas Tecnologias & Digital como plataforma de inovação

5.8 – Laboratório Prático
– A minha Persona Criativa

– Lego Serious Play como meio de envolvimento organizacional

– A Jornada Emocional da Criança na Sala de Aula


MÓDULO 6 – Perturbações Cognitivas na Sala de Aula e Estratégias para lidar
12H.P+ 20H.AF
Prof. – Renato Paiva

6.1 – As competências parentais no processo de aprendizagem
6.2 – O que é e como estimular o Alto Rendimento Académico
6.3 – Neuroeducação na prática letiva
6.4 – Laboratório Prático (exclusivamente aulas com práticas
– Estratégias de Educação Cognitiva
– Estratégias de Pedagogia Ativa
– Estratégias para intervenção com Dificuldades de Aprendizagem


MÓDULO 7 – Programação Neurolinguística Aplicada ao Contexto Escolar
12H.P+ 20H.AF
Prof. – Cristina Ferreira

7.1 – Introdução à Programação Neurolinguística (PNL) em Crianças/Jovens
7.2 –  The Whole Brain Teaching Theory
7.3 – O Modelo de Milton e o Modelo PLENatITUDE
7.4 – Laboratório Prático (exclusivamente aulas com práticas)
– Aplicação de Estratégias de PNL na sala de aula
– Jogos para desenvolvimento de competências intrapessoais e interpessoais
– Atividades práticas do modelo PLENatITUDE


MÓDULO 8 – Os Neuroginásios: Um modelo de Estimulação Seletiva
12H.P+ 20H.AF
Prof. – A designar

8.1 – Os distúrbios do NeuroDesenvolvimento: A DSM V e novas nomenclaturas
8.2 – Interpretação do Relatório NeuroPsicológico – Escolha de Protocolo de Intervenção
8.3 – Como Criar paradigmas em NeuroEducação
8.4 –  Laboratório Prático (exclusivamente aulas com práticas
– Estimulação atencional com Eye Tracking
– Estimulação Cognitiva com EEG de 5 e 14 canais


MÓDULO 9 – Estratégias de Intervenção na Leitura: Programa de Avaliação e Estimulação
12H.P+ 20H.AF
Prof. – Sandrina Esteves

9.1 – Aprendizagem da Leitura: Modelos de Aquisição e Métodos de Ensino
9.2 – Modelos Teóricos de Aprendizagem da Leitura
9.3 – Competências Específicas e Dificuldades na Aprendizagem da Leitura
9.4 – Laboratório Prático (exclusivamente aulas com práticas)
– Fluência da Leitura: Da Avaliação à Intervenção
– PAFL – Prova de Avaliação da Fluência na Leitura: Aplicação
– PAFL – Prova de Avaliação da Fluência na Leitura: Interpretação e Intervenção


MÓDULO 10 – Promoção e Desenvolvimento da Consciência Fonológica
12H.P+ 20H.AF
Prof. – Ana Catarina Rios

10.1 – Definição e delimitação do conceito de Consciência Fonológica
10.2 – Desenvolvimento da consciência fonológica
10.3 – Laboratório Prático (exclusivamente aulas com práticas)
– Avaliação da Consciência Fonológica
– Consciência fonológica e a aprendizagem da leitura e da escrita
– Programa de Promoção do Desenvolvimento da Consciência Fonológica
– Treino de Consciência da Palavra e silábica
– Treino da Consciência Intrassilábica e fonémica


MÓDULO 11 – Neurociências nas Dificuldades Especificas da Aprendizagem
12H.P+ 20H.AF
Prof. – Inês Rodrigues & Cátia Mateus

11.1 – Dificuldades Especificas da Aprendizagem no Desenvolvimento NeuroPsicomotor- Dislexia/Disgrafia/Discalculia
11.2 – Técnicas de identificação de problemas de dificuldades escolares
11.3 – Instrumentos de aferição de Pré-competências
11.4 – Laboratório Prático (exclusivamente aulas com práticas)
PNILE – Programa de Neurociência: Intervenção em Leitura e Escrita
Treino de Competências e Memória e Raciocínio Lógico
Treino de Competências de Cálculo, Atenção e Linguagem
Treino de Competências de Compreensão e Expressão Escrita e Oral


Módulo 12   Em construção
10H.P+ 16H.AF

Prof. – A designar

Conteúdos em desenvolvimento


MÓDULO 13 – Criação de Projetos e Ferramentas em NeuroEducação
16H.P+ 30H.AF
Prof. – Prof. Fernando Rodrigues E Cátia Mateus

SUPERVISÃO e acompanhamento de projeto
– Como criar e gerar programas
– Avaliação Escrita
– Apresentação de Projetos pelos alunos e sugestões

*As apresentações dos Neuro Pitch serão individuais com presença de um júri constituído por três profissionais (15 minutos)

OFERTA Congresso Internacional- Neurociências e Educação Especial
10H de Formação Certificada

Participação no congresso- Novas Metodologias e Ferramentas em Neurociências e Educação especial

PROGRAMA EM ATUALIZAÇÃO

Poderão ocorrer ligeiras alterações que não comprometem os objetivos da formação. Procuramos melhorar continuamente os nossos processos.

[/trx_accordion_item][trx_accordion_item title=”NOTAS IMPORTANTES” id=”sc_accordion_item_1475780554737_10″]

Informações e Certificações

A Pós Graduação em  “Neuroeducação – Neurociência Cognitiva Aplicada à Educação e aos Distúrbios de Aprendizagem” é ministrado sob a responsabilidade formativa da Psico & Soma – Livraria, Editora, Formação e Empresas, Lda. (NIF: 507038231) que é uma entidade certificada pela DGERT, sendo que este curso de formação tem a sua certificação na SIGO ( Sistema de Informação e Gestāo da Oferta Educativa e Formativa) que confere certificação profissional na área 311 – Psicologia.

 


Declarações e Certificado

Os participantes poderão solicitar declarações de presença à Coordenação Estratégica caso necessitem de justificar faltas perante a entidade patronal.
O Certificado da Pós Graduação será emitido após aprovação do participante e avaliações, verificação dos documentos e pagamento integral, num prazo máximo máximo de 60 dias após o processo do aluno estar concluído.

Serão emitidos certificados de cursos de formação profissional, permitindo que o formando além do diploma de pós-graduação, obtenha certificados de formação profissional inseridos na SIGO.

_____________________________________________________________________

Presenças e Ausências

Cada participante apenas poderá faltar 6h INJUSTIFICADAS no total da formação, representando assim 5% do total de horas presenciais/e-learning.

O participante deverá informar os Coordenadores Estratégicos via email a informar acerca da sua ausência e não pode faltar a aulas práticas.

Para obter o certificado de Módulo na SIGO, nunca pode faltar às aulas presenciais desse módulo.
No que se refere a FALTAS JUSTIFICADAS, a PsicoSoma assume a compensação formativa (existindo uma taxa suplementar ao aluno), ministrando formação individual no módulo em formato E-learning. Todavia, essa situação deve ser analisada com o Gestor da Formação.

_____________________________________________________________________

Considerações Importantes:

1) A data limite das fases de candidatura poderá ser antecipada em caso de se verificar o preenchimento do limite de vagas existentes.
2) Na contingência de não atingir o número mínimo de participantes, a formação poderá sofrer alteração de datas ou mesmo ser cancelada, ficando salvaguardada a devolução de todas as importâncias recebidas pela Entidade PsicoSoma Lda.
3) Em caso de desistência só haverá lugar à devolução dos valores pagos quando a mesma for comunicada até 10 dias antes da data agendada para o início da formação (Sendo deduzido o valor de 1.50€ correspondente a encargos financeiros.Da alínea anterior excluem-se as formações “confirmadas“. Se o candidato desistir depois da formação ser dada como confirmada, não haverá lugar à restituição dos valores pagos.
4) Caso a candidatura não seja selecionada fica salvaguardada a devolução de todas as importâncias recebidas pela PsicoSoma.
5) O local de formação poderá estar sujeito a alterações por indisponibilidade do mesmo, mantendo-se sempre na mesma localidade.
6) As datas de formação são suscetíveis a alterações por imprevistos de força maior.
7)Informações mais detalhadas em regulamento e termos e anexos


Coordenação

Coordenador Científico
Fernando Rodrigues
fernando.rodrigues@psicosoma.pt

Gestora e Coordenadora da Formação
Cátia Mateus
formacao@psicosoma.pt
+ 351 232 431 060

Coordenador Estratégico e Operacional Atendimento
Natacha Martins
editora@psicosoma.pt
+351 232 431 060

[/trx_accordion_item][trx_accordion_item title=”TERMOS E CONDIÇÕES” id=”sc_accordion_item_1475793351050_1″]

Solicite o Regulamento da Formação por mail: editora@psicosoma.pt

[/trx_accordion_item][/trx_accordion]
[trx_button size=”medium” align=”center” link=”https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSc-XwiittewsI5ttBN4TOdnvT7xVmZpX-YrwsbSdtqw4iRzjA/viewform” target=”https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSc-XwiittewsI5ttBN4TOdnvT7xVmZpX-YrwsbSdtqw4iRzjA/viewform”]Clique AQUI para realizar a Pré Inscrição – Escolha a localidade VISEU ou LISBOA no formulário[/trx_button]
[trx_team slider=”yes” controls=”side” autoheight=”yes” title=”OS NOSSOS DOCENTES” cat=”489″ columns=”4″ count=”8″ id=”formadores” animation=”fadeIn”][trx_team_item member=”Carlos Fernandes”][/trx_team_item][trx_team_item member=”Cátia Mateus”][/trx_team_item][trx_team_item member=”Catarina Rios”][/trx_team_item][trx_team_item member=”Cristina Rocha Ferreira”][/trx_team_item][trx_team_item member=”Fernando Rodrigues”][/trx_team_item][trx_team_item member=”Renato Paiva”][/trx_team_item][trx_team_item member=”Juliana Monteiro”][/trx_team_item][trx_team_item member=”Sandrina Esteves”][/trx_team_item][/trx_team]
[trx_content css=”margin-top: 3em; margin-bottom: 3.5em;”][trx_title type=”4″ style=”underline” align=”center”]Fique a par de toda as novidades[/trx_title][trx_emailer group=”formacaoformadores” align=”center”][/trx_content]
Students Studying Human Brain in Science Class

Plasticidade cerebral: um conceito que pais, alunos e professores deveriam conhecer

Plasticidade cerebral: um conceito que pais, alunos e professores deveriam conhecer 204 136 Julien Diogo

A compreensão de que o cérebro é capaz de remodelar as suas próprias estruturas e funções a partir de estímulos externos enterrou o deterministo biológico no funcionamento da mente. Já está na hora de aplicar este conhecimento na educação.

O século 20, com as suas incríveis descobertas científicas, virou o mundo do avesso. Munido de tecnologia, em menos de cem anos o homem inventou a penicilina, o chip, foi à Lua, voltou, conseguiu codificar o genoma humano, clonou uma ovelha e interligou o mundo por meio de uma imensa rede virtual– só para citar alguns feitos. Também aprendeu coisas que nem imaginava sobre si mesmo.

Uma das mais impressionantes diz respeito ao cérebro, a máquina hipercomplexa que possibilitou todas as façanhas descritas acima (e muitas outras). Com a ajuda de aparelhos de neuroimagem e eletromodulação, neurologistas puderam, enfim, observar o órgão em funcionamento. E descobriram que ele mais é plástico, maleável e capaz de remodelar suas próprias estruturas e funções de acordo com estímulos externos e com as necessidades do que se suspeitava.

Isso aconteceu nos anos 90. Até então, predominava a convicção de que, após os primeiros anos de vida, o cérebro adquiria uma estrutura rígida, inalterável. Também era tido como certo que os neurónios, uma vez danificados, não se podiam regenerar.

Agora questionamos: e o que a educação tem a ver com isso? MUITO

Como escreveu o médico canadense Norman Doidge em o Cérebro Que Se Transforma, best-seller mundial, lançado no Brasil pela Editora Record, as consequências da descoberta da plasticidade são enormes e afetam o cotidiano de cada um de nós. “Essa nova percepção do cérebro enterra qualquer vestígio de determinismo biológico nos distúrbios da mente, nos vícios e no aprendizado”, diz Doidge em seu livro.

Ou seja: trata-se da comprovação científica de que ninguém está fadado a ser de um único jeito para o resto da vida, nem a conviver com limitações e deficiências. Podemos, todos, aprender melhor. Ensinar melhor.  E sermos amanhã melhores do que somos hoje.

Students Studying Human Brain in Science Class

Students Studying Human Brain in Science Class

Contenplamos três exemplos simples de como essa descoberta da neurociência pode influenciar de forma positiva a educação:

-Professores cientes da plasticidade cerebral compreendem que os seus alunos podem, por meio dos estímulos certos, alterar os seus cérebros para melhor, e procuram caminhos para auxiliá-los de forma mais efetiva nas suas dificuldades.

– Crianças com dificuldades de aprendizagem, se conscientes de que podem melhorar e adquirir novas habilidades, seriam menos susceptíveis a problemas de baixa auto-estima e falta de motivação,,fatores esses que afetam de forma negativa a criança;

– Ao entenderem as limitações dos filhos como algo superável, os pais procurariam caminhos alternativos para ajuda-los em vez de se conformarem com o baixo desempenho escolar,dando a eles a oportunidade de se desenvolverem de forma plena.

O problema é que a maioria dos pais, alunos e, principalmente, professores não faz ideia do que seja a plasticidade cerebral. Continuam a acreditar que o cérebro é mais ou menos fixo, como aprenderam na faculdade. Pior: grande parte dos docentes acredita nos chamados “neuromitos” – ideias oriundas de informações neurocientíficas mas sem nenhum fundamento, que não passam de especulações ou interpretações equivocadas.

Foi o que revelou uma pesquisa realizada com professores da Inglaterra, Turquia, Grécia, Holanda e China, publicada na Nature Reviews Neuroscience há pouco mais de um ano. Dos professores entrevistados, por exemplo, 90% acreditavam que os alunos aprendiam melhor quando ensinados no seu estilo de aprendizagem favorito (visual, auditivo ou cinestésico) e mais da metade dividia a convicção de que o ser humano usa apenas 10% da capacidade seu cérebro – duas afirmações desacreditadas por cientistas.

Como podemos ver, estamos na era das Neurociências, e de estas começarem a desempenhar um papel na Educação