dificuldades de aprendizagem

CartazPerturbações_Junho

Perturbações Cognitivas na Sala de Aula e Estratégias para lidar – Viseu

Perturbações Cognitivas na Sala de Aula e Estratégias para lidar – Viseu 1240 1754 Julien Diogo
[trx_price_block style=”2″ title=”CURSO” money=”199″ currency=”€” align=”right”]

199Eur 

12h Presenciais

OFERTA: Voucher no valor de 30€ para inscritos(as) no XIII Congresso de Neurociências e Educação Especial (25 e 26 de maio) a descontar no valor da inscrição[/trx_price_block]

a formação terá início em:
[trx_countdown date=”2018-07-13″ time=”18:30:00″ style=”2″ align=”center”]

COMO PROCEDER

[trx_chat title=”LEIA TODAS AS INFORMAÇÕES…” photo=”1409″ animation=”fadeIn” css=”

“][/trx_chat][trx_chat title=”CLIQUE NO ICON INSCREVER-ME NESTE CURSO…” photo=”1410″ animation=”fadeIn”][/trx_chat][trx_chat title=”PREENCHA O FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO…” photo=”1411″ link=”https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScKMbvBcBAepB-O3uvlv8p1waxhSUewuMYkEgRDSdCKveqI6Q/viewform” animation=”fadeIn”][/trx_chat]

[trx_content css=”margin-top: 0.5em;margin-bottom: 5.6em;”][trx_widget_advert title=”Inscrever-me neste curso” image=”223″ link=”https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScKMbvBcBAepB-O3uvlv8p1waxhSUewuMYkEgRDSdCKveqI6Q/viewform”]
[/trx_content]

CARGA HORÁRIA

  • horas Presenciais
[trx_testimonials style=”testimonials-3″ align=”center” title=”TESTEMUNHOS” cat=”458″ orderby=”random”][/trx_testimonials]
[trx_title type=”3″ style=”divider” align=”center”]PORQUÊ INSCREVER-ME NA PSICOSOMA[/trx_title]
[trx_accordion counter=”on” initial=”7″ id=”info”][trx_accordion_item title=”FUNDAMENTAÇÃO”]

O estudo da aprendizagem une a Educação e a Neurociência. A Neurociência, pelo seu lado investiga os processos pelos quais o cérebro aprende e relembra, o foco tem sido na capacidade de aprendizagem e memória a uma grande variedade
de níveis. Compreender os mecanismos que estão por detrás da capacidade neuronal de comunicação através da sinapse é importante para compreendermos o processo de aprendizagem, mas também o é a examinação das funções de estruturas específicas do cérebro. Os neurónios transmitem informação via sinais elétricos, que passam de célula em célula acionando a descarga de neurotransmissores (mensageiros químicos).

É hoje possível estudar os efeitos de varias medicações no funcionamento cognitivo, por exemplo o metilfenidato (Ritalina®), uma medicação frequentemente prescrita para crianças com PHDA (Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção), revelou-se eficaz no melhoramento do reconhecimento de estímulos atencionais, auditivos e visuais (Seifert etal.,2003). Estudos com o recurso a neuroimagem (fMRI) também oferecem o potencial de estudar os efeitos de diferentes dietas, aditivos e potenciais toxinas na performance cognitiva.
A neurociência dá agora os primeiros passos na descoberta do ensino e a sua adequação ao funcionamento cerebral.

[/trx_accordion_item][trx_accordion_item title=”DESTINATÁRIOS”]

– Psicologos e estudantes de Psicologia

– Professores

– Técnicos de Educação Especial e Reabilitação

– Outros ligados à área das Neurociências e Educação ou interessados na área

[/trx_accordion_item][trx_accordion_item title=”FICHA TÉCNICA DO CURSO” id=”sc_accordion_item_1475780382479_8″]

Objetivos Gerais:

  • Desenvolver um espírito crítico face ao tema;
  • Analisar os diferentes conceitos à luz da neurociencia e compreender a sua aplicação em contextos específicos;
  • Promover o contacto com casos práticos, capazes de articular conceitos e prática.

Objetivos Especificos:

  • Identificar as competências parentais no processo de Ensino-aprendizagem
  • Aquisição de estratégias de como estimular o Alto Rendimento Académico
  • Compreender as diferentes Estratégias para intervenção em crianças com Dificuldades de Aprendizagem

Metodologia de ensino:

O programa adotará, predominantemente, uma metodologia ativa, partindo da exploração de situações reais e aplicando exercícios práticos e simulações, aos contextos vivenciados pelos participantes.

O curso irá decorrer num formato presencial, visando dois tópicos de conteúdos mais teóricos e de enquadramento, com cruzamento de cases reais, num todo de 12horas. Visando durante 4horas em formato laboratório criar situações-problemas, explorar pontos de vista e experimentar técnicas e ferramentas

Certificado:

O cumprimento com sucesso dos objetivos pedagógicos propostos na formação será comprovado através da emissão de:

Um certificado de Formação Profissional emitido pela SIGO

[/trx_accordion_item][trx_accordion_item title=”FORMADOR” id=”sc_accordion_item_1475780382479_8″]

Renato Paiva

Dr. Renato Paiva

Formação:

Licenciado no Curso de Professores do Ensino Básico pela Escola Superior de Educação de Setúbal; Mestre em Multimédia na Educação pela Universidade de Aveiro.

Experiência Profissional:

Diretor da Clínica da Educação
Diretor da Academia wowstudy
Tem uma vasta experiência como formador de professores, como consultor pedagógico e no apoio terapêutico-pedagógico às dificuldades de aprendizagem e na área da orientação escolar para pais e alunos.
O autor exerce também coaching pedagógico de alto rendimento escolar. Entre 2003 e 2006, colaborou com as Escolas Superiores de Educação de Lisboa e Setúbal na formação de professores.
Desde 2007 que é consultor pedagógico de vários estabelecimentos de ensino. Colabora regularmente com a imprensa onde escreve artigos para as revistas Pais e Filhos, Mãe Ideal, Bebé D’Hoje, Super Bebés, Coisas de Criança, Mais Educativa, Zen Energy.
É frequentemente convidado em programas de televisão e rádio para abordar temas relacionados com Educação.

Publicações:

2007, SOS Tenho de Passar de Ano

2012, Ensina o Teu Filho a Estudar

2014, O segredo para alcançar sucesso na escola

2017, Queridos Pais, odeio-vos

2018, Desenvolva as inteligências do seu filho

[/trx_accordion_item][trx_accordion_item title=”REGIME E FORMATO DA FORMAÇÃO- CRONOGRAMA” id=”sc_accordion_item_1475780416847_9″]

12h presenciais

13 de Julho: 18:30h às 22:30h
14 de Julho: 10h às 19h

[/trx_accordion_item][trx_accordion_item title=”ACREDITAÇÕES” id=”sc_accordion_item_1475780446022_2″]

A PsicoSoma é uma entidade formativa certificada pela DGERT.

A PsicoSoma tem o seu cursos de Formação Pedagógica Inicial de Formadores B-Learning homologado pelo IEFP.

iefpdgert

[/trx_accordion_item][trx_accordion_item title=”CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS” id=”sc_accordion_item_1475780474278_6″]
  • AS COMPETÊNCIAS PARENTAIS NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM
    Educar e instruir são a mesma coisa?
  • O QUE É ESTIMULAR O ALTO RENDIMENTO ACADÉMICO?
    A pedagogia ativa versus a pedagogia passiva 7
  • NEUROEDUCAÇÃO NA PRÁTICA LETIVA
    Diferentes formas de aprender
  • ESTRATÉGIAS DE EDUCAÇÃO COGNITVA
  • ESTRATÉGIAS DE PEDAGOGIA ATIVA
  • ESTRATÉGIAS NA INTERVENÇÃO COM DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM
[/trx_accordion_item][trx_accordion_item title=”NOTAS IMPORTANTES” id=”sc_accordion_item_1475780554737_10″]

Métodos de Pagamento:

  • – O pagamento da formação no valor de 199Eur deverá ser efetuado antes da ação iniciar, assim que solicitado pela Entidade PsicoSoma
  • – Este pode ser feito por cheque à ordem da PsicoSoma, em numerário, cheque ou por transferência bancária IBAN – PT50 0018.000312823613020.24 (Banco Santander Totta).
  • – O pagamento apenas deverá ser realizado após solicitação da PsicoSoma via email.
  • – Os documentos solicitados bem como o comprovativo de pagamento deverão ser enviados via email após solicitação da PsicoSoma.

Considerações Importantes:

1) A data limite das fases de candidatura poderá ser antecipada em caso de se verificar o preenchimento do limite de vagas existentes.
2) Na contingência de não atingir o número mínimo de participantes, a formação poderá sofrer alteração de datas ou mesmo ser cancelada, ficando salvaguardada a devolução de todas as importâncias recebidas pela Entidade PsicoSoma Lda.
3) Em caso de desistência só haverá lugar à devolução dos valores pagos quando a mesma for comunicada até 10 dias antes da data agendada para o início da formação (sendo deduzido o valor de 1.50€ correspondente a encargos financeiros). Da alínea anterior excluem-se as formações “confirmadas“. Se o candidato desistir depois da formação ser dada como confirmada, não haverá lugar à restituição dos valores pagos.
4) Caso a candidatura não seja selecionada fica salvaguardada a devolução de todas as importâncias recebidas pela PsicoSoma.
5) O local de formação poderá estar sujeito a alterações por indisponibilidade do mesmo, mantendo-se sempre na mesma localidade.
6) As datas de formação são suscetíveis a alterações por imprevistos de força maior.
7) Informações mais detalhadas em regulamento e termos e anexos

[/trx_accordion_item][/trx_accordion]
[trx_team slider=”yes” controls=”side” autoheight=”yes” title=”ALGUNS DOS NOSSOS FORMADORES” cat=”489″ columns=”4″ count=”12″ id=”formadores” animation=”fadeIn”][trx_team_item user=”Member 1″][/trx_team_item][trx_team_item member=”Renato Paiva”][/trx_team_item][trx_team_item user=”Member 4″][/trx_team_item][/trx_team]
[trx_content css=”margin-top: 3em; margin-bottom: 3.5em;”][trx_button size=”medium” icon=”icon-vcard” align=”center” link=”https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScKMbvBcBAepB-O3uvlv8p1waxhSUewuMYkEgRDSdCKveqI6Q/viewform”]CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CURSO[/trx_button][/trx_content]
[trx_content css=”margin-top: 3em; margin-bottom: 3.5em;”][trx_title type=”4″ style=”underline” align=”center”]para mais informações e atualizações[/trx_title][trx_emailer group=”formacaoformadores” align=”center”][/trx_content]
Students Studying Human Brain in Science Class

Plasticidade cerebral: um conceito que pais, alunos e professores deveriam conhecer

Plasticidade cerebral: um conceito que pais, alunos e professores deveriam conhecer 204 136 Julien Diogo

A compreensão de que o cérebro é capaz de remodelar as suas próprias estruturas e funções a partir de estímulos externos enterrou o deterministo biológico no funcionamento da mente. Já está na hora de aplicar este conhecimento na educação.

O século 20, com as suas incríveis descobertas científicas, virou o mundo do avesso. Munido de tecnologia, em menos de cem anos o homem inventou a penicilina, o chip, foi à Lua, voltou, conseguiu codificar o genoma humano, clonou uma ovelha e interligou o mundo por meio de uma imensa rede virtual– só para citar alguns feitos. Também aprendeu coisas que nem imaginava sobre si mesmo.

Uma das mais impressionantes diz respeito ao cérebro, a máquina hipercomplexa que possibilitou todas as façanhas descritas acima (e muitas outras). Com a ajuda de aparelhos de neuroimagem e eletromodulação, neurologistas puderam, enfim, observar o órgão em funcionamento. E descobriram que ele mais é plástico, maleável e capaz de remodelar suas próprias estruturas e funções de acordo com estímulos externos e com as necessidades do que se suspeitava.

Isso aconteceu nos anos 90. Até então, predominava a convicção de que, após os primeiros anos de vida, o cérebro adquiria uma estrutura rígida, inalterável. Também era tido como certo que os neurónios, uma vez danificados, não se podiam regenerar.

Agora questionamos: e o que a educação tem a ver com isso? MUITO

Como escreveu o médico canadense Norman Doidge em o Cérebro Que Se Transforma, best-seller mundial, lançado no Brasil pela Editora Record, as consequências da descoberta da plasticidade são enormes e afetam o cotidiano de cada um de nós. “Essa nova percepção do cérebro enterra qualquer vestígio de determinismo biológico nos distúrbios da mente, nos vícios e no aprendizado”, diz Doidge em seu livro.

Ou seja: trata-se da comprovação científica de que ninguém está fadado a ser de um único jeito para o resto da vida, nem a conviver com limitações e deficiências. Podemos, todos, aprender melhor. Ensinar melhor.  E sermos amanhã melhores do que somos hoje.

Students Studying Human Brain in Science Class

Students Studying Human Brain in Science Class

Contenplamos três exemplos simples de como essa descoberta da neurociência pode influenciar de forma positiva a educação:

-Professores cientes da plasticidade cerebral compreendem que os seus alunos podem, por meio dos estímulos certos, alterar os seus cérebros para melhor, e procuram caminhos para auxiliá-los de forma mais efetiva nas suas dificuldades.

– Crianças com dificuldades de aprendizagem, se conscientes de que podem melhorar e adquirir novas habilidades, seriam menos susceptíveis a problemas de baixa auto-estima e falta de motivação,,fatores esses que afetam de forma negativa a criança;

– Ao entenderem as limitações dos filhos como algo superável, os pais procurariam caminhos alternativos para ajuda-los em vez de se conformarem com o baixo desempenho escolar,dando a eles a oportunidade de se desenvolverem de forma plena.

O problema é que a maioria dos pais, alunos e, principalmente, professores não faz ideia do que seja a plasticidade cerebral. Continuam a acreditar que o cérebro é mais ou menos fixo, como aprenderam na faculdade. Pior: grande parte dos docentes acredita nos chamados “neuromitos” – ideias oriundas de informações neurocientíficas mas sem nenhum fundamento, que não passam de especulações ou interpretações equivocadas.

Foi o que revelou uma pesquisa realizada com professores da Inglaterra, Turquia, Grécia, Holanda e China, publicada na Nature Reviews Neuroscience há pouco mais de um ano. Dos professores entrevistados, por exemplo, 90% acreditavam que os alunos aprendiam melhor quando ensinados no seu estilo de aprendizagem favorito (visual, auditivo ou cinestésico) e mais da metade dividia a convicção de que o ser humano usa apenas 10% da capacidade seu cérebro – duas afirmações desacreditadas por cientistas.

Como podemos ver, estamos na era das Neurociências, e de estas começarem a desempenhar um papel na Educação

 

Close Cart

Back to top